Após o impeachment de Dilma, o PT deixou o poder e também uma herança de grave recessão econômica, inflação acima da meta, rombo nas contas públicas e redução de programas sociais. Além do fato de o partido ter sido o responsável pelo maior esquema criminoso de assalto aos cofres públicos nunca antes visto em todo o mundo ocidental.

Por isso é para se comemorar a notícia divulgada na última quarta-feira (10/01), pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de que o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação oficial no país, fechou 2017 em 2,95% e ficou abaixo do limite mínimo da meta do governo pela primeira vez na história.

Vale ressaltar segundo o IPCA, essa é também a menor inflação anual registrada desde 1998 (1,65%).

Os bons resultados da safra puxaram para baixo os preços da maioria dos alimentos, o que contribuiu para desacelerar a inflação e ajudou a compensar a disparada de preços de outros produtos e serviços, como gás de cozinha, gasolina, contas de luz, água e esgoto e planos de saúde.

Por esses e outros motivos o eleitor deve ficar atento, pois o retorno da esquerda ao poder é garantia certa do retorno da roubalheira desmedida e consequente recessão. Sem contar que todo o projeto desses grupos é transformar o Brasil numa ditadura Bolivarista nos moldes da Venezuela, com os resultados catastróficos para a população.